Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

{Cotovia} e Companhia

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

{Cotovia} e Companhia

04
Mai23

Bravo Alentejo


Cotovia@mafalda.carmona

Screenshot_2023-05-04-14-15-48-832-edit_com.miui.g

(*)

Bravo Alentejo 

**

Na tua dourada tão basta planície,

Mal eu sabia, ou intuía, que se escondia,

Da meninice até à minha velhice,

Tão profundo motivo de alegria.

*

Nos teus montes caminho com candura,

E não esquecerei a tua bem querença.

Sei que o teu forte amor sempre perdura,

Não alquebra por antiga desavença.

*

Na tua alma unes credos de mil cores,

Desde o azul Atlântico ao velho Tejo,

Cantas às formosas flores teus louvores.

*

A minha esperança é o teu renascer,

Pois corajoso és óh meu bravo Alentejo,

Nos teus braços serei livre de morrer.

****

Mafalda Carmona

30.04.2023 | 23.30h

Este poema "Bravo Alentejo" está incluído na publicação do ICE, Instituto Cultural de Évora, na Antologia digital "Era uma vez...Alentejo".

IMG_20230504_141503.jpg

E que está disponível para leitura e download aqui:

https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/7779457

Quando submeti o poema foi com a esperança de que fosse aceite, e de facto fiquei muito feliz por ter reunido as condições mínimas para ser incluído na Antologia, pois parte do enunciado das condições de participação, e talvez a condição mais importante, é a inspiração que o Alentejo tem na criação artística, seja em que formato for, e suponho foi esse critério que permitiu a sua inclusão, pese embora tenha perfeita noção das inúmeras falhas poéticas deste Bravo Alentejo.

E assim, posteriormente a ter submetido a minha participação, ao reler o soneto, deparei-me com um tom que me pareceu deslocado por uma melancolia excessiva, quando o tom que pretendia seria, idealmente, o da esperança e alegria.

E visto que ninguém me impede de mudar e alterar ou burilar as poesias que vou escrevendo, para que de pedra tosca em pedra tosca desta aprendizagem, se vá fazendo o caminho, pois tal como na maioria das áreas artísticas, a aprendizagem é um processo contínuo, foi isso mesmo que fiz, e até o título do soneto alterei, para se adequar ao momento poético, meu e do Alentejo, pois na visita que fiz no passado dia 25 de Abril, verifiquei muitas mudanças na paisagem Alentejana, de que resultou esta versão, "Alentejo Renascido".

 

Alentejo Renascido

**

Na tua singela e dourada planície,

Mal eu sabia ou intuía que se escondia,

Da meninice até à minha velhice,

Tão esplêndida e profunda alegria.

*

Nos teus montes caminho com candura,

Jamais esquecerei a tua bem querença,

Sei que o teu forte amor sempre perdura,

E não quebra em antiga desavença.

*

Na tua alma unes credos de mil cores,

Do azul Atlântico até ao velho Tejo,

Cantas às gentis flores os teus louvores.

*

A minha esperança é o teu renascer,

Pois corajoso és, óh meu bravo Alentejo,

E em teus braços serei livre de viver.

****

Mafalda Carmona 

04.05.2023 ! 14.10h

(*)

A fotografia apresentada neste postal é também da minha autoria, capturada junto à praia fluvial do Alqueva junto a Monsaraz, e, tal como a fotografia apresentada no postal Solitude, também foi incluída nesta coletânea.

P.S. 

Quero agradecer ao Blogger Francisco Carita Mata, pois foi através da partilha no blog Aquém-Tejo, onde num dos seus postais  tomei conhecimento desta iniciativa que embora seja alheia ao próprio Francisco, a divulgou, e que também partilhei num dos postais da Cotovia e Companhia, para que o "nosso" Alentejo possa ser mais uma vez, uma inspiração, assim como a divulgação da cidade de Évora como capital da cultura para 2027, nesta iniciativa do ICE.

É também  ao Francisco Carita Mata, pelo incentivo e apoio, pois persistiu em me incentivar a participar e acreditar que era possível, que quero agradecer por este passo na aprendizagem, formalizado neste certificado de participação. 

Obrigada caro Francisco! Saúde e Paz!

Screenshot_2023-05-04-14-43-56-166-edit_com.androi

P.S.#2

Partilho também a alteração feita ao poema inicial, para memória futura  ;)

tempFileForShare_20230504-004824.jpg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

44 comentários

Comentar

Pág. 1/2

Quem é esta Cotovia?

Sigam-me Noutros Vôos

{Instagram}

{Cotovia} Instagram Feed

{Facebook}

Ilustração Perfil @mafalda.carmona

Vôos de Outras Aves

Calendário

Maio 2023

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Voar ao calhas

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Blogs Portugal

{Cotovia} em Colectânea

Sinopse A Coletânea “ERA UMA VEZ…ALENTEJO” é uma obra que inclui poemas, fotografias, ou obras artísticas originais cujo tema e foco principal seja o Alentejo, e está abrangida no projeto europeu “Antologias Digitais”. Tendo a cidade de Évora sido recentemente nomeada Capital Europeia da Cultura 2027, faz todo o sentido homenagear não só a cidade como também toda a beleza circundante e riqueza cultural da região, e observar as maneiras como estas inspiram as pessoas de vários pontos do globo. Autor: Vários Formato: pdf Edição: 08.05.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado; Vítor Pisco Editora Recanto das LetrasBaixar e-book

{Cotovia} em Antologia

Sinopse Aquilo que temos vindo a testemunhar desde 20 de fevereiro de 2022, provoca em nós sentimentos complexos, melhor expressados através da arte. Esta antologia recolhe estes sentimentos, e distribui-os para quem neles se reconforta e revê. Para o povo ucraniano, fica a mensagem de acolhimento, não só em tempos de crise, mas sempre. Porque é difícil expressar a empatia por palavras, mas aqui fica uma tentativa, por 32 autores, nacionais e internacionais. Autor: Instituto Cultural de Évora Formato: pdf Edição: 14.08.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado Editora Recanto das Letras

{Apoio à Vítima}

A APAV tem como missão apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais. É uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma qualificada e humanizada, vítimas de crimes através da sua Rede Nacional de Gabinetes de Apoio à Vítima e da sua Linha de Apoio à Vítima – 116 006 (dias úteis: 09h – 21h). Aquando de um crime, muitas pessoas, para além da vítima directa, serão afectadas directa ou indirectamente pelo crime, tais como familiares, amigos, colegas. A APAV existe para apoiar. Os serviços da APAV são GRATUITOS e CONFIDENCIAIS.

{Notícias Sobre a Ucrânia}

A UE condena com a maior veemência a agressão militar não provocada e injustificada da Rússia contra a Ucrânia. Trata-se de uma violação flagrante do direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas. Apelamos à Rússia para que cesse imediata e incondicionalmente todas as hostilidades, retire o seu pessoal militar e equipamento de todo o território da Ucrânia, no pleno respeito pela soberania, independência e integridade territorial da Ucrânia dentro das suas fronteiras internacionalmente reconhecidas. A UE apoia os princípios e objetivos fundamentais da fórmula de paz da Ucrânia enquanto via legítima e credível rumo a uma paz global, justa e duradoura.
Em destaque no SAPO Blogs
pub