Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

{Cotovia} e Companhia

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

{Cotovia} e Companhia

18
Mar24

Encontro


Cotovia@mafalda.carmona

DSCF2912 copia-1.jpg

(*) fotografia @nadirsociallens

Encontro em Fotografia

{Projecto Fotografar Palavras de Paulo Kellerman, palavras texto Mafalda Carmona, fotografia @nadirsociallens}

 

Encontro

 

Encontrei há muito, muito tempo,

Um coração sem um homem

Aconchegado num ninho

Na profunda floresta.

 

Então, se encontrares

Alguém que se desvanece

Pelo menos uma vez, na tua boa vida,

Conta-lhe esta história de amor verdadeiro.

 

Encounter

 

Long, long ago, I found

A heart without a man,

Nestled in a haven

Deep within the woodland.

 

So, if you encounter

Someone fading away,

At least once, in your good life,

Share with them this tale of true love.

 

Texto | Text: Mafalda Carmona

Fotografia | Photography: Nadir Social Lens

Março 2024

 

Olá Pessoas, boa segunda-feira!

 

Sei que tenho andado a publicar menos, nomeadamente na semana passada, andei muito despassarada, a terça foi segunda e passei por cima da sexta-feira, mas para vos compensar, sei que vão gostar, hoje trago mais um Fotografar Palavras, desta vez as minhas palavras são interpretadas pela câmara de @nadirsociallens, e o resultado é uma sintonia perfeita, o meu "homem sem coração" título alternativo para o meu poema "Encontro", encontrou uma paisagem perfeita para guardar o seu coração, nesta imagem em ambiente perfeito da Nadir, numa colaboração que é um motivo de muita alegria para esta Cotovia.

Este poema é um inédito, apresentado ao curador deste projecto, o Paulo Kellerman, que pela possibilidade dada pela versão também em inglês, envia as palavras para um dos quatro cantos do mundo, para que as palavras vistam um corpo em imagens capturadas pelas câmaras de fotografia de artistas talentosos, para ganharem nova vida no universo visual e poético de "Fotografar Palavras", este projecto fascinante concebido pelo Paulo Kellerman, que desde 2016 vem a propiciar trabalhos colaborativos.

 

Neste cenário único e colaborativo, mais de 300 artistas de 32 países convergem para transformar palavras em imagens que transcendem a linguagem escrita. Cada fotografia é uma manifestação visual da visão única de um artista, criando um mosaico global de criatividade. Nesta experiência artística, onde as palavras vivem através das lentes de artistas e das suas fotografias, abrem-se caminhos para a exploração e a riqueza da expressão visual que vai para além das fronteiras linguísticas, daí as palavras serem também acompanhadas da tradução em inglês.

 

"Fotografar Palavras" é mais do que um projecto; é uma celebração da diversidade, criatividade e ligação global através da arte das palavras e a arte fotográfica, e é excelente participar num projecto que tem a perspectiva de tornar visíveis as palavras, as imagens, escritas e fotografias, espalhando escrita, a poesia, fotografia, e a arte por esse mundo fora.

 

Este poema da Cotovia, que é livre, foi fotografado pela artista Nadir, que já integrou, entre outros artistas, a participação no projecto "Fotografar Palavras", com exposição destas interacções, entre outras iniciativas, aqui.

 

Esta minha participação é a publicação #4681 do projecto, e podem ver qual o resultado seguindo o link para a página oficial do "Fotografar Palavras".

 

Para conhecerem melhor quem é o escritor Paulo Kellerman, fica aqui a ligação para um pequeno vídeo.

Espero que gostem deste postal Encontro e já sabem o que fazer se encontrarem por aí o "meu" homem sem coração.

Boa semana a todas vós, Pessoas inspiradas e inspiradoras, obrigada por estarem por aqui!

Beijinhos e Abraços!

P.S. parece que li em algum lugar que é obrigatório referir algures que não escrevo com acordo ortográfico, assim fica aqui essa informação, por enquanto digo não ao A.O. apenas porque ainda penso a sonoridade das palavras da forma prévia ao acordo e para atrapalhar a poética expressão já é suficiente a minha dificuldade auditiva, não preciso de acrescentar mais atrapalhação.

Mais votos de uma boa semana, boa segunda-feira, Pessoas!

 

22
Jan24

Fotografar Palavras


Cotovia@mafalda.carmona

Screenshot_2024-01-21-19-16-19-350-edit_com.instag

Aldravia em Fotografia

{Projecto Fotografar Palavras de Paulo Kellerman, palavras Mafalda Carmona, fotografía Silvia Bernardino}

 

Olá Pessoas, boa segunda-feira!

 

Tenho uma notícia para vos dar e que foi um motivo de muita alegria para esta Cotovia.

Venho assim apresentar-vos um novo projecto no qual estou a participar, com poemas da minha autoria, todos eles publicados aqui inicialmente para vocês, neste espaço da Cotovia e Companhia em primeira asa, digo mão, do SapoBlogs, e que agora ganham nova vida no universo visual e poético de "Fotografar Palavras", um projeto fascinante concebido pelo Paulo Kellerman em 2016.

 

Neste cenário único e colaborativo, mais de 300 artistas de 32 países convergem para transformar palavras em imagens que transcendem a linguagem escrita. Cada fotografia é uma manifestação visual da visão única de um artista, criando um mosaico global de criatividade. Nesta experiência artística, onde as palavras vivem através das lentes de artistas e das suas fotografias, abrem-se caminhos para a exploração e a riqueza da expressão visual que vai para além das fronteiras linguísticas, daí as palavras serem também acompanhadas da tradução em inglês.

 

"Fotografar Palavras" é mais do que um projeto; é uma celebração da diversidade, criatividade e ligação global através da arte das palavras e a arte fotográfica, e é excelente participar num projecto que tem a perspectiva de tornar visíveis as palavras, as imagens, escritas e fotografias, espalhando a poesia, fotografia, e a arte por esse mundo fora.

 

O primeiro poema da Cotovia, que é uma Aldravia, foi fotografado pela artista Silvia Bernardino, que já integrou, entre outros artistas, a participação no projecto "Fotografar Palavras", com exposição destas interacções, entre outras iniciativas, aqui.

 

Esta minha participação é a publicação #4581 do projecto, e podem ver qual o resultado seguindo o link para a página oficial do "Fotografar Palavras", espero que gostem!

 

Para conhecerem melhor quem é o escritor Paulo Kellerman, fica aqui a ligação para um pequeno vídeo.

Boa semana a todas vós, Pessoas inspiradas e inspiradoras, obrigada por estarem por aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem é esta Cotovia?

Sigam-me Noutros Vôos

{Instagram}

{Cotovia} Instagram Feed

{Facebook}

Ilustração Perfil @mafalda.carmona

Vôos de Outras Aves

Calendário

Junho 2024

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Voar ao calhas

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Blogs Portugal

{Cotovia} em Colectânea

Sinopse A Coletânea “ERA UMA VEZ…ALENTEJO” é uma obra que inclui poemas, fotografias, ou obras artísticas originais cujo tema e foco principal seja o Alentejo, e está abrangida no projeto europeu “Antologias Digitais”. Tendo a cidade de Évora sido recentemente nomeada Capital Europeia da Cultura 2027, faz todo o sentido homenagear não só a cidade como também toda a beleza circundante e riqueza cultural da região, e observar as maneiras como estas inspiram as pessoas de vários pontos do globo. Autor: Vários Formato: pdf Edição: 08.05.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado; Vítor Pisco Editora Recanto das LetrasBaixar e-book

{Cotovia} em Antologia

Sinopse Aquilo que temos vindo a testemunhar desde 20 de fevereiro de 2022, provoca em nós sentimentos complexos, melhor expressados através da arte. Esta antologia recolhe estes sentimentos, e distribui-os para quem neles se reconforta e revê. Para o povo ucraniano, fica a mensagem de acolhimento, não só em tempos de crise, mas sempre. Porque é difícil expressar a empatia por palavras, mas aqui fica uma tentativa, por 32 autores, nacionais e internacionais. Autor: Instituto Cultural de Évora Formato: pdf Edição: 14.08.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado Editora Recanto das Letras

{Apoio à Vítima}

A APAV tem como missão apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais. É uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma qualificada e humanizada, vítimas de crimes através da sua Rede Nacional de Gabinetes de Apoio à Vítima e da sua Linha de Apoio à Vítima – 116 006 (dias úteis: 09h – 21h). Aquando de um crime, muitas pessoas, para além da vítima directa, serão afectadas directa ou indirectamente pelo crime, tais como familiares, amigos, colegas. A APAV existe para apoiar. Os serviços da APAV são GRATUITOS e CONFIDENCIAIS.

{Notícias Sobre a Ucrânia}

A UE condena com a maior veemência a agressão militar não provocada e injustificada da Rússia contra a Ucrânia. Trata-se de uma violação flagrante do direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas. Apelamos à Rússia para que cesse imediata e incondicionalmente todas as hostilidades, retire o seu pessoal militar e equipamento de todo o território da Ucrânia, no pleno respeito pela soberania, independência e integridade territorial da Ucrânia dentro das suas fronteiras internacionalmente reconhecidas. A UE apoia os princípios e objetivos fundamentais da fórmula de paz da Ucrânia enquanto via legítima e credível rumo a uma paz global, justa e duradoura.
Em destaque no SAPO Blogs
pub