Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

{Cotovia} e Companhia

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

{Cotovia} e Companhia

08
Jun24

A Mulher e o Amor


Cotovia@mafalda.carmona

 

Mulher Em Poema

{Soneto em verso heróico com estrambote}

**

Bem viver versa uns poucos requisitos;

Primeiro, quanto baste de euforia,

Depois, dar ensejo à filosofia,

E a alma fortalecer dos mais afoitos.

*

Tem ainda escondida outra riqueza:

Os cépticos transforma em bons convictos,

Dá à Mulher tesouros infinitos,

É partilha em milagres de poesia.

*

Mesmo em banal sina do dia-a-dia,

No olhar, na mente e em todos os sentidos,

É um processo em perfeita alquimia.

*

Perdoem quem vive assim em delícia,

Em corpórea luz, consentida paz,

Risca o fósforo ardente em melancolia. 

*

Se a ingenuidade vive da esperança,

O azul terreno mora no poema,

Casa amparada em forte confiança.

**

@mafalda.carmona 07.06.2024

 

Olá Pessoas! 

 

Edição do Instituto Cultural de Évora, uma Colectânea especial que vai de certeza captar a vossa atenção com poesia dedicada à Mulher, intitulada "A Mulher e o Amor". São muitas vozes que incluem a minha participação com um soneto, o que me deixa muito feliz, e muitos nomes que vão reconhecer entre elas da nossa querida Mª João Brito de Sousa do blogue poetaporkedeusker e o José do blogue Cheia.

Com prefácio de Ana Rosado, tenho a certeza de que será uma leitura que vai ser entusiasmante deste a primeira linha, sigam pelo link para lerem, é gratuito e seguro, aqui.

Espero que gostem!

Para ler, é fácil e gratuito, sigam o link que partilho nas stories, para o Recanto das Letras, com confiança para conhecer todas as vozes poéticas que fazem parte da publicação, entre elas a minha, com o soneto, "Serás Tu", e assim descobrirem quais os 14 versos deste poema.

Espero que gostem, envio também um parabéns a todas e todos os autores e autoras, assim como ao @ice.evora o meu muito obrigada a Tod@s!

Em sequência da publicação do Instituto Cultural de Évora - ICÉ- da Colectânea "A Mulher e o Amor", em celebração da Mulher e do Amor em amizade, surgiu o  soneto que vos apresento hoje "Mulher em Poema" com estrambote, uma pequena excentricidade, que espero recebam como sinal da minha admiração por todas vocês e pela escrita em poesia e prosa no feminino.

Viva a Mulher, viva o Amor, viva a Poesia!

09
Fev24

E se... fosses orquídea?

{Desafios 1foto1texto, imsilva e Sofia do Blogue Quinjim}


Cotovia@mafalda.carmona

Autora Sofia; Blogue Quijim

(*1)

Serás Tu

{Soneto decassílabo heróico}

**

Bela orquídea envolta em preconceito,
Pela elite acusada de ignorância,
Onde reinam na mais pura arrogância,
De quem vê todo o amor como defeito.

*

Exigência em ser mais que perfeito,
Medida unicamente na aparência.
Persisti em lutar contra a prepotência,
Saibam todos: eu estou viva. Respeito!

*

Carolina Maria de Jesus.
Na favela, semente de igualdade,
Dor e infelicidades encobertas.

*

Sou escrita e poesia, sem adeus.
Para seres tu a flor em liberdade,
Flori sofrendo o céu das descobertas.

**

Mafalda Carmona

09.02.24 | 00.10 hrs

Olá Pessoas!

O postal de hoje é um desafio em duplicado, ( ou talvez até em triplicado, no final já os conto com rigor). Por um lado em resposta ao desafio da imsilva do blogue "Pessoas e Coisas da Vida" 1foto1texto, mas também da imsilva através do seu blogue "Livros Que São Amigos", a propósito de uma publicação desta semana sobre o livro de Carolina Maria de Jesus (1914-1977), "Quarto de Despejo", onde apesar de ter comentado insurgindo-me (ahah, nem sempre a Cotovia é tranquila ;), não me dei por satisfeita com o "estrago" e resolvi elaborar mais um bocadinho neste poema, ou seja um auto-desafio. E, ainda, em resposta ao desafio da Sofia, do blogue "Quinjim" decorrente da sua publicação de sábado passado sobre as orquídeas e da sugestão de ser a inspiração desta flor para um poema.

(*1)Muito importante: os créditos! A fotografia é da Sofia, está aqui e decorrente do desafio lançado incluo a fotografia neste postal que é parte integrante do post da Sofia e publicado pela sua autora no blog Quinjim a dia 3 de Fevereiro de 2024 com a seguinte nota: "Nota: todas as fotografias utilizadas neste post são de https://quinjim.blogs.sapo.pt, as flores das cymbidium, que estão em plena floração, são da minha planta e das da minha queridíssima vizinha D. Marina." 

E, ainda, tendo tido conhecimento de mais uma iniciativa do Instituto Cultural de Évora, sob o tema "A Mulher e o Amor", em simultâneo com esta partilha em post aqui na Cotovia, enviei o soneto para esta nova chamada de trabalhos de Poesia e Arte, não sei se a minha participação será aceite ou não, terei de esperar para saber qual a decisão do ICÉ, no entanto, a primeira parte está feita, enviar. Para saberem mais sobre esta iniciativa fica também aqui o excerto da chamada do ICÉ.

"O Instituto Cultural de Évora anuncia que se encontra a organizar a Coletânea de Poemas e Artes - "A Mulher e o Amor”.

Estamos a trabalhar para publicar uma obra que seja representativa da Poesia e da Arte Portuguesa da atualidade e pretendemos incluir poemas e trabalhos artísticos!

O tema deste ebook “A Mulher e o Amor”, faz referência ao Dia de São Valentim (dia 14 de fevereiro) e ao Dia da Mulher (celebrado no dia 8 de março).

Desta forma, gostaríamos de receber um poema e/ou um trabalho artístico da sua autoria, que seja sobre a temática “A Mulher e o Amor” para que possa fazer parte desta Coletânea.

Para tal, é necessário que envie, até dia 31 de março de 2024, o seu poema em formato Word, com o tipo de letra Times New Roman, tamanho 12 e espaçamento 1,5 e, no caso de ser um trabalho artístico, terá de enviar em formato PNG. Os mesmos deverão ser acompanhados do nome do autor(a), idade e país.
A coletânea não terá quaisquer custos e será publicada online em versão e-book, sendo que será universalmente possível fazer download gratuito da mesma, na editora Recanto das Letras.

O poema e/ou trabalho artístico deverá ser enviado para este mesmo e-mail: ice.antologia@gmail.com

A Mulher e o Amor.png

 

Feitos os esclarecimentos sobre os desafios, são afinal cinco, que resultaram no soneto em decassílabo heroíco, o "Serás Tu", onde incrivelmente, o nome da escritora, compositora e poetisa, é ele mesmo um verso decassílabo heróico, literalmente. Tenho de experimentar com o meu nome para ver o que dá, mas é capaz de ser um verso bárbaro.

É importante recordar que, por ocasião do nascimento de Carolina, as mulheres ainda não tinham conquistado o direito de voto, e que esse marco só foi alcançado em França logo após o final da Segunda Guerra Mundial. É intrigante também reflectir sobre o facto de que estas mulheres testemunharam as duas Grandes Guerras Mundiais, além do seu papel no esforço para a paz, e a conquista de liberdades e a queda de impérios, e qual o seu papel para as conquistas de que beneficiamos hoje.

Assim, este post é também um apelo para que todas vós Pessoas exerçam o direito de voto no próximo dia 10 de Março. Apenas um mês nos separa do exercício da liberdade em Portugal proporcionada pela Revolução de Abril, que não só assegurou direitos, mas também deveres, entre outros, a participação nas eleições.

Depois desta mini-reflexão, e concluindo que afinal são uma mão cheia de cinco inspirações para este poema de hoje, espero que gostem do soneto "Serás Tu",  e desejo, a todas vós Pessoas, céus de muitas descobertas neste fim-de-semana!

Para saberem mais sobre o desafio 1foto1texto, aqui fica a ligação para o blogue da Isabel , o  "Pessoas e Coisas da Vida".

Para verem os desafios anteriores da Cotovia:

E se... chovessem arco-íris? #1

E se... o mar fosse de tecido? #2

E se... as mesas falassem?#3

E se... a divisão não existisse?#4

E se... as letras andassem?#5

E se... fossemos sempre crianças?#6

E se... o tempo parasse?#7

E se... fossemos flores?#8

E se... a palavra tivesse dono?#9

E se... houvesse Paz?#10

E se... o Céu fosse uma prisão?#11

E se... fosses gato abandonado?#12

E se... a Vida fosse um jogo?#13

E se... a Alma for roubada?#14

E se... a Poesia fosse um jardim?#15

E se... fosses Outono?#16

E se... fosses Sol?#17

E se... fosses doce?#18

E se... fosses música?#19

Bom dia de sexta-feira, e um excelente fim-de-semana para todo(a)s!

Saúde, Paz e... Viva a Liberdade, a Poesia!

E também... Viva o Amor, neste mês de Carnaval, que será para a Cotovia uma semana de mini-férias!

Até dia 19 de Fevereiro, Pessoas!

 

 

14
Jul23

ICÉ?


Cotovia@mafalda.carmona

Screenshot_2023-07-13-23-22-30-451-edit_com.androi

(1) Sim, ICÉ

  • O Instituto Cultural de Évora é uma instituição dedicada à promoção e preservação do património cultural da cidade de Évora e da região. 

 

No entanto, a sua actuação através de meios digitais, acaba por se estender a um território muito mais vasto, e para esta Cotovia, que tem parte do coração e bem querer a Sul neste Alentejo que "Na tua singela e dourada planície,/Mal eu sabia ou intuía que se escondia,/Da meninice até à minha velhice,/Tão esplêndida e profunda alegria." teve também a enorme satisfação e alegria em participar em algumas das iniciativas do ICÉ, pelo que conheci um pouco melhor o Instituto bem como parte da equipa.

 

O Instituto Cultural de Évora é uma organização não governamental sem fins lucrativos, sediada em Évora e tendo como objecto social a Cultura foi fundado em 2011, a 17 de Fevereiro, com a finalidade de dinamizar a cultura através da promoção de actividades culturais para um público abrangente e como ONG está empenhada em colmatar as carências de actividades culturais identificadas na região, incentivando à participação alargada através da organização de iniciativas, projectos e programas culturais.

 

Agora no seu décimo segundo ano de actividade, o ICÉ continua a sua missão de preservar a herança cultural e promover a diversidade artística através de múltiplas iniciativas, exposições, eventos e programas educacionais.

O Instituto conta com uma equipa jovem e motivada a envolver a comunidade artística e em levar a participação a todos aqueles que actuam em áreas artísticas, criando um espaço dinâmico para a interacção com o público em geral, estimulando discussões e reflexões sobre as várias formas de expressão cultural.(2)

facebook_1689282128388_7085362788228229146.jpg

A par da eleição de Évora como Capital Europeia da Cultura em 2027, o ICÉ está empenhado em intensificar as actividades de dinamização cultural e em incentivar a participação com várias iniciativas, entre elas as colectâneas, de que "Era uma vez... Alentejo", e as "Palavras Solidárias" são exemplos que reflectem o compromisso com a valorização e promoção cultural.

Como sabem tomei conhecimento desta iniciativa através da divulgação que o caro bloguer Francisco Carita Mata fez no seu blogue Aquém-Tejo, a quem agradeço pela divulgação e pelo incentivo e apoio constantes, que foram decisivos para que eu mantivesse a determinação de participar com a minha submissão, quer para a colectânea "Era uma vez... Alentejo", como com a minha participação para as "Palavras Solidárias", o meu muito obrigada Francisco!

E assim, finda a participação na colectânea "Era uma vez...Alentejo" chega agora a vez das "Palavras Solidárias", uma chamada à submissão de trabalhos em prosa poética ou poesia, que está aberta até o próximo dia 15 de julho, e que em outro postal "passei palavra", sendo um projecto desenvolvido em conjunto com o apoio do IPDJ e do Corpo Europeu de Solidariedade.

Para aceder às condições o link: 

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid0rmwFCE7iVdrS9ELMwFdd7uNm4ooPgTqxL4UQZUoYzJoJ7moFU2xgeFQTKf88ipKdl&id=100064811613723

Screenshot_2023-07-13-19-03-10-771-edit_com.androi

(3) Outra iniciativa em destaque é o projecto "Netbooks", que está em andamento desde o início deste ano e até ao dia 15 de dezembro é possível participar.

Este projecto tem como objectivo a edição de livros em formato e-book, oferecendo uma plataforma para que os escritores possam publicar obras para as compartilhar com o público.

É esta a informação que tenho para partilhar para promover a literatura e dar visibilidade ao talento literário, mas não só, pois a apreciação dos trabalhos para publicação também abrange a poesia, fotografia, artes plásticas ou outras que no decorrer do questionário a preencher por quem se candidatar, poderão ser contempladas, como forma do Instituto impulsionar a criatividade e envolvimento cultural. Podem ficar a saber como participar seguindo o link:

https://www.cm-evora.pt/eventos/netbooks-open-call-autores/

E o questionário aqui: 

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe67jDVwTZu8_H8NIxBIlniuH-hPRwIzO1Lbcu-ghLmkeByEg/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0&pli=1

 

O ICÉ, com sua abordagem abrangente e diversificada, continua a desenvolver com dedicação incansável outras iniciativas decorrentes das colectâneas e publicações no âmbito do projecto Netbooks, como as "Conversas Informais", numa das quais fui participante com muito gosto, em conjunto com outros autores e autoras, num ambiente informal muito agradável e que valoriza a comunicação e a partilha de experiências, e que, pela minha experiência, só posso indicar que a participação nestas iniciativas se tem revelado muito positiva, não apenas pelo estímulo de elaborar um trabalho com um objectivo defenido e claro de partilha de aprendizagens e experiências, como pelo retorno em termos de crítica, apoio e continuidade da valorização do trabalho num projecto comum, por isso expresso também a minha gratidão ao ICÉ e toda a sua equipa, bem como lhes envio os meus sinceros parabéns pelo trabalho desenvolvido.

Partilho aqui também um excerto da minha participação da gravação das Conversas Informais acerca do poema "Bravo Alentejo" e das fotografias publicadas na colectânea, que faz parte de um vídeo completo com outros autores, José Costa, Isabel Figueira, Vitória Hurtado, Ana Rosado, Pedro Dos Santos, Vitória Mansur, Pedro Trindade, Elisabete Trindade e Maria da Conceição Orvalho, sob a moderação do caro Pedro dos Santos, presidente do ICÉ, que podem encontrar na página oficial do ICÉ no Facebook e o excerto, de aproximadamente 13 minutos, está disponível aqui:

https://youtu.be/pLATEONXosQ

Neste postal, bem como nas conversas informais, fica clara e patente a alegria na participação da Cotovia nestas iniciativas como uma experiência muito positiva! Ainda vão a tempo para estas duas participações, já muito perto da data de entrega, até 15 de Julho, já amanhã, sábado às "Palavras Solidárias" e depois até 15 de Dezembro o "Netbooks". Eu já participei, e vocês?

(1) Fotografia noturna templo de Diana

(2) Fotografia da equipa do ICÉ da página oficial do Facebook

(3) Fotografia do site oficial do ICÉ

04
Mai23

Bravo Alentejo


Cotovia@mafalda.carmona

Screenshot_2023-05-04-14-15-48-832-edit_com.miui.g

(*)

Bravo Alentejo 

**

Na tua dourada tão basta planície,

Mal eu sabia, ou intuía, que se escondia,

Da meninice até à minha velhice,

Tão profundo motivo de alegria.

*

Nos teus montes caminho com candura,

E não esquecerei a tua bem querença.

Sei que o teu forte amor sempre perdura,

Não alquebra por antiga desavença.

*

Na tua alma unes credos de mil cores,

Desde o azul Atlântico ao velho Tejo,

Cantas às formosas flores teus louvores.

*

A minha esperança é o teu renascer,

Pois corajoso és óh meu bravo Alentejo,

Nos teus braços serei livre de morrer.

****

Mafalda Carmona

30.04.2023 | 23.30h

Este poema "Bravo Alentejo" está incluído na publicação do ICE, Instituto Cultural de Évora, na Antologia digital "Era uma vez...Alentejo".

IMG_20230504_141503.jpg

E que está disponível para leitura e download aqui:

https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/7779457

Quando submeti o poema foi com a esperança de que fosse aceite, e de facto fiquei muito feliz por ter reunido as condições mínimas para ser incluído na Antologia, pois parte do enunciado das condições de participação, e talvez a condição mais importante, é a inspiração que o Alentejo tem na criação artística, seja em que formato for, e suponho foi esse critério que permitiu a sua inclusão, pese embora tenha perfeita noção das inúmeras falhas poéticas deste Bravo Alentejo.

E assim, posteriormente a ter submetido a minha participação, ao reler o soneto, deparei-me com um tom que me pareceu deslocado por uma melancolia excessiva, quando o tom que pretendia seria, idealmente, o da esperança e alegria.

E visto que ninguém me impede de mudar e alterar ou burilar as poesias que vou escrevendo, para que de pedra tosca em pedra tosca desta aprendizagem, se vá fazendo o caminho, pois tal como na maioria das áreas artísticas, a aprendizagem é um processo contínuo, foi isso mesmo que fiz, e até o título do soneto alterei, para se adequar ao momento poético, meu e do Alentejo, pois na visita que fiz no passado dia 25 de Abril, verifiquei muitas mudanças na paisagem Alentejana, de que resultou esta versão, "Alentejo Renascido".

 

Alentejo Renascido

**

Na tua singela e dourada planície,

Mal eu sabia ou intuía que se escondia,

Da meninice até à minha velhice,

Tão esplêndida e profunda alegria.

*

Nos teus montes caminho com candura,

Jamais esquecerei a tua bem querença,

Sei que o teu forte amor sempre perdura,

E não quebra em antiga desavença.

*

Na tua alma unes credos de mil cores,

Do azul Atlântico até ao velho Tejo,

Cantas às gentis flores os teus louvores.

*

A minha esperança é o teu renascer,

Pois corajoso és, óh meu bravo Alentejo,

E em teus braços serei livre de viver.

****

Mafalda Carmona 

04.05.2023 ! 14.10h

(*)

A fotografia apresentada neste postal é também da minha autoria, capturada junto à praia fluvial do Alqueva junto a Monsaraz, e, tal como a fotografia apresentada no postal Solitude, também foi incluída nesta coletânea.

P.S. 

Quero agradecer ao Blogger Francisco Carita Mata, pois foi através da partilha no blog Aquém-Tejo, onde num dos seus postais  tomei conhecimento desta iniciativa que embora seja alheia ao próprio Francisco, a divulgou, e que também partilhei num dos postais da Cotovia e Companhia, para que o "nosso" Alentejo possa ser mais uma vez, uma inspiração, assim como a divulgação da cidade de Évora como capital da cultura para 2027, nesta iniciativa do ICE.

É também  ao Francisco Carita Mata, pelo incentivo e apoio, pois persistiu em me incentivar a participar e acreditar que era possível, que quero agradecer por este passo na aprendizagem, formalizado neste certificado de participação. 

Obrigada caro Francisco! Saúde e Paz!

Screenshot_2023-05-04-14-43-56-166-edit_com.androi

P.S.#2

Partilho também a alteração feita ao poema inicial, para memória futura  ;)

tempFileForShare_20230504-004824.jpg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem é esta Cotovia?

Sigam-me Noutros Vôos

{Instagram}

{Cotovia} Instagram Feed

{Facebook}

Ilustração Perfil @mafalda.carmona

Vôos de Outras Aves

Calendário

Junho 2024

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Voar ao calhas

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Blogs Portugal

{Cotovia} em Colectânea

Sinopse A Coletânea “ERA UMA VEZ…ALENTEJO” é uma obra que inclui poemas, fotografias, ou obras artísticas originais cujo tema e foco principal seja o Alentejo, e está abrangida no projeto europeu “Antologias Digitais”. Tendo a cidade de Évora sido recentemente nomeada Capital Europeia da Cultura 2027, faz todo o sentido homenagear não só a cidade como também toda a beleza circundante e riqueza cultural da região, e observar as maneiras como estas inspiram as pessoas de vários pontos do globo. Autor: Vários Formato: pdf Edição: 08.05.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado; Vítor Pisco Editora Recanto das LetrasBaixar e-book

{Cotovia} em Antologia

Sinopse Aquilo que temos vindo a testemunhar desde 20 de fevereiro de 2022, provoca em nós sentimentos complexos, melhor expressados através da arte. Esta antologia recolhe estes sentimentos, e distribui-os para quem neles se reconforta e revê. Para o povo ucraniano, fica a mensagem de acolhimento, não só em tempos de crise, mas sempre. Porque é difícil expressar a empatia por palavras, mas aqui fica uma tentativa, por 32 autores, nacionais e internacionais. Autor: Instituto Cultural de Évora Formato: pdf Edição: 14.08.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado Editora Recanto das Letras

{Apoio à Vítima}

A APAV tem como missão apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais. É uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma qualificada e humanizada, vítimas de crimes através da sua Rede Nacional de Gabinetes de Apoio à Vítima e da sua Linha de Apoio à Vítima – 116 006 (dias úteis: 09h – 21h). Aquando de um crime, muitas pessoas, para além da vítima directa, serão afectadas directa ou indirectamente pelo crime, tais como familiares, amigos, colegas. A APAV existe para apoiar. Os serviços da APAV são GRATUITOS e CONFIDENCIAIS.

{Notícias Sobre a Ucrânia}

A UE condena com a maior veemência a agressão militar não provocada e injustificada da Rússia contra a Ucrânia. Trata-se de uma violação flagrante do direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas. Apelamos à Rússia para que cesse imediata e incondicionalmente todas as hostilidades, retire o seu pessoal militar e equipamento de todo o território da Ucrânia, no pleno respeito pela soberania, independência e integridade territorial da Ucrânia dentro das suas fronteiras internacionalmente reconhecidas. A UE apoia os princípios e objetivos fundamentais da fórmula de paz da Ucrânia enquanto via legítima e credível rumo a uma paz global, justa e duradoura.
Em destaque no SAPO Blogs
pub