Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

{Cotovia} e Companhia

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

Olá Pessoas! Bem-vindas ao blogue da Cotovia onde (m)ando {cotovia}ando! Sigam a cor deste vôo: "Nascemos poetas, só é preciso lembrá-lo. Saber é quase tudo. Sentir é o Mundo." @mafalda.carmona

{Cotovia} e Companhia

04
Out23

Acção Poética


Cotovia@mafalda.carmona

IMG_20231003_221304.jpg

{Um Brinde Ao Que É Vivido E Não É Publicade !i!}

#ACCIÓN POÉTICA

 

Olá Pessoas!

  • Pela segunda vez, e conforme prometido, trago aqui mais um exemplo do movimento Acção Poética (#acción poética) através da escrita em paredes, muros, e outros locais de visibilidade privilegiada das cidades, de frases que servem para chamar a atenção dos transeuntes para temas da actualidade, utilizando a literatura e a poesia.

 

Desta vez, este exemplo fica mais próximo da Vila de Sesimbra, num muro localizado em frente a uma paragem de autocarros, utilizada pelos jovens que frequentam um estabelecimento de ensino próximo, e local de visibilidade para todas as Pessoas que acedem à Vila e às suas praias, vindas de automóvel ou de transportes públicos... e também quem circula como peão, claro. Inclusivamente tive de aguardar que um grupo de pessoas que desciam a rua saíssem do enquadramento para poder "capturar" a escrita numa fotografia, sendo que uma dessas pessoas também resolveu, de mão na anca, e atirando as palavras, enquanto gesticulava, tirar satisfações sobre as minhas intenções!

 

Há Pessoas muito ciosas da sua imagem, privacidade e divulgação de informações, e acho muito bem. Tive de a tranquilizar e esclarecer qual o objectivo da fotografia, garantindo que não iria estar retratada.

 

E, tal como esta pessoa, a afirmação da Acción Poética coloca uma importante reflexão, sobre a aparência e a essência, sobre o que é vivido e o que é encenado para publicar nas redes sociais, e o que é legítimo ou aceitável, partilhar.

 

Observo, discretamente, como é hábito da Cotovia, que até nas mais, aparentemente, "inocentes" plataformas, onde por vezes a visibilidade dada com o intuito de motivar e alegrar os autores pela qualidade das suas publicações, tem efeitos secundários negativos, e em consequência pouco tempo depois os perfis passam de activos a inactivos ou privados, pois este tipo exposição alargada a outros que não são os seus habituais seguidores, não foi, nem é desejada pelos seus autores.

 

Nesse sentido, também eu tenho uma palavra a dizer pois tenho feito umas incursões em território das redes sociais, aliás fiz alterações aqui no blogue da Cotovia de forma a por as ligações para as redes sociais da Cotovia, pois considero que é sempre melhor fazer como o célebre Sun Tzu, na "Arte da Guerra":

 

"Mantém os teus Amigos perto, e os teus inimigos ainda mais perto"

 

O objectivo é divulgar a poesia e o seu papel transformador na vida, no quotidiano e no mundo (encontrei por esses lados um perfil chamado "@la.poesie.sauvera.le.monde" e concordo), de acordo com outro preceito do senhor com nome de sol:

 

"A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar."

Screenshot_2023-10-03-23-20-27-655-edit_com.androi

P.S.

E tal como no muro escrito que apresentei no outro post, aqui, também neste encontramos alguma irregularidade gramatical e ortográfica, sendo com certeza o mais importante a mensagem, o facto de o movimento ter na língua espanhola a sua língua materna poderá ser a justificação para o sucedido.

Ou, será o caso de "publicade" estar escrito desta forma com algum propósito que me está escapando?

P.S.#2

Lá estou eu com esta coisa dos P.S. , mas por falar em aparências, também o blogue teve uma ligeira actualização na imagem, o esquema de cores e os sub-menus. Pareceu-me lógico fazer estas alterações para se adequarem e sintonizarem com quem sou hoje, e reflectirem o caminho que tenho feito em conjunto com todos aqueles que aqui no Sapo Blogs, "blogs com gente dentro"{e cotovias, aves raras, pássaros despassarados, gatos, e aliens} , me têm acompanhado.

Também alterei o perfil, com uma apresentação com uma poesia que aqui partilhei convosco, uma das minhas preferidas, que descreve a meu ver, muito bem este espaço do blogue da Cotovia e Companhia, nesta "Ilha da Cotovia" onde fui construindo uma segunda natureza tão diferente de quem eu era em 2018 quando comecei este blogue, e onde os outonos e "invernos do meu descontentamento", encontram uma motivação extra com a alegria da partilha neste espaço que também é vosso.

Espero que gostem e muitíssimo obrigada a todas vós, Pessoas {aves raras, pássaros despassarados, gatos, e aliens- e desculpem se me estou a esquecer de alguma de vós, manifestem-se se for esse o caso!} E... Viva a Poesia!

Que ela possa "ajudar a salvar o mundo"!

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem é esta Cotovia?

Sigam-me Noutros Vôos

{Instagram}

{Cotovia} Instagram Feed

{Facebook}

Ilustração Perfil @mafalda.carmona

Vôos recentes

Vôos de Outras Aves

Calendário

Março 2024

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Voar ao calhas

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Blogs Portugal

{Cotovia} em Colectânea

Sinopse A Coletânea “ERA UMA VEZ…ALENTEJO” é uma obra que inclui poemas, fotografias, ou obras artísticas originais cujo tema e foco principal seja o Alentejo, e está abrangida no projeto europeu “Antologias Digitais”. Tendo a cidade de Évora sido recentemente nomeada Capital Europeia da Cultura 2027, faz todo o sentido homenagear não só a cidade como também toda a beleza circundante e riqueza cultural da região, e observar as maneiras como estas inspiram as pessoas de vários pontos do globo. Autor: Vários Formato: pdf Edição: 08.05.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado; Vítor Pisco Editora Recanto das LetrasBaixar e-book

{Cotovia} em Antologia

Sinopse Aquilo que temos vindo a testemunhar desde 20 de fevereiro de 2022, provoca em nós sentimentos complexos, melhor expressados através da arte. Esta antologia recolhe estes sentimentos, e distribui-os para quem neles se reconforta e revê. Para o povo ucraniano, fica a mensagem de acolhimento, não só em tempos de crise, mas sempre. Porque é difícil expressar a empatia por palavras, mas aqui fica uma tentativa, por 32 autores, nacionais e internacionais. Autor: Instituto Cultural de Évora Formato: pdf Edição: 14.08.2023 Ilustração capa e contracapa: Ana Rosado Editora Recanto das Letras

{Apoio à Vítima}

A APAV tem como missão apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais. É uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma qualificada e humanizada, vítimas de crimes através da sua Rede Nacional de Gabinetes de Apoio à Vítima e da sua Linha de Apoio à Vítima – 116 006 (dias úteis: 09h – 21h). Aquando de um crime, muitas pessoas, para além da vítima directa, serão afectadas directa ou indirectamente pelo crime, tais como familiares, amigos, colegas. A APAV existe para apoiar. Os serviços da APAV são GRATUITOS e CONFIDENCIAIS.

{Notícias Sobre a Ucrânia}

A UE condena com a maior veemência a agressão militar não provocada e injustificada da Rússia contra a Ucrânia. Trata-se de uma violação flagrante do direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas. Apelamos à Rússia para que cesse imediata e incondicionalmente todas as hostilidades, retire o seu pessoal militar e equipamento de todo o território da Ucrânia, no pleno respeito pela soberania, independência e integridade territorial da Ucrânia dentro das suas fronteiras internacionalmente reconhecidas. A UE apoia os princípios e objetivos fundamentais da fórmula de paz da Ucrânia enquanto via legítima e credível rumo a uma paz global, justa e duradoura.
Em destaque no SAPO Blogs
pub